ES  EN  PT

MENÚ
ES    EN   PT


Don Carlos Casado del Alisal, fundador da Carlos Casado S.A.






Em 1883 Don Carlos Casado del Alisal, fundou a empresa Argentina Carlos casado SA.. Na propriedade, ao longo destes anos foi construído um Armazém Industrial, Rancho de gado, Ferroviárias, Núcleo Urbano e um Porto.


No ano de 1883, Don Carlos Casado del Alisal fundou a empresa argentina Carlos Casado S.A. Nesse ano, adquiriu uma grande extensão de terras no Chaco paraguaio, a 500 km a norte de Assunção e a 2.300 km de Buenos Aires.

Nessa propriedade, ao longo dos últimos anos, foi desenvolvida uma Unidade Industrial, Ranchos com produção de gado, Linhas Ferroviárias, um Núcleo Urbano e um Porto.


Em 1886 Don Carlos Casado instalou a fábrica de tanino em Puerto Casado e começou a operar a primeira fábrica de extração de quebracho (tanino) na América, tornando-se numa das maiores do mundo, produzindo 2.400 toneladas por mês, exportadando principalmente para a Europa e EUA. A fábrica funcionou até 1996. A partir de 1886, começa também a exploração de montes para a fábrica de tanino e travessas para as vias férreas, exportadas da Europa.


Em 1909, é constituída a Sociedade Anónima na Argentina, dando forma legal à Empresa sob o nome de Carlos Casado S.A. Limitada Companhia de Terras. Em 1976, continua a operar como Carlos Casado S.A.


Em 1925, como a negociação da entrada das Colónias Menonitas no Chaco Paraguaio, foram-lhes concedidas e vendidas terras ao longo do tempo, contando hoje com 1.000.000 de hectares, tornando-se assim um enorme império de produção láctea, pecuária, agrícola e indústrias de óleos e frigoríficas (Artigos relacionados).


Em 1958, foi solicitada autorização para a cotação das suas ações como títulos de valores, obtendo aprovação da Comissão Nacional de Valores e da Bolsa de Comércio de Buenos Aires.


No ano 2000, foram vendidos 400 mil hectares de exploração, juntamente com o Porto e com as Ferrovias. Naquela altura, a empresa detinha um património de 320 mil hectares.


O Grupo SANJOSE adquire em 2007 uma percentagem maioritária da sociedade com o objetivo de continuar o crescimento e impulsionar novos desenvolvimentos e projetos.


Em 2008, estabeleceu acordos com a empresa Cresud S.A. para a criação de uma sociedade no Paraguai, designada por Cresca S.A., para desenvolver, numa primeira etapa, 42 mil hectares para gado e agricultura (soja, girassol e outras variedades), aos quais se incorporariam numa segunda etapa, mais 100 mil hectares.


No ano 2009, seguindo o Plano Estratégico, começam as negociações na Bolsa de Valores de Nova York, com o objetivo de consolidar as suas históricas atividades agropecuárias e desenvolver novas áreas de atuação que exigem um investimento importante e constante na inovação, investigação e novas tecnologias.


2017. É realizada a cisão da Cresca S.A. passando a exploração agrícola e pecuária para as mãos da Carlos Casado S.A.